videos educativos

Loading...

segunda-feira, 20 de outubro de 2008



“O desespero mais comum é o de não se ter escolhido ou de não se querer ser quem é; porém, a forma mais profunda de desespero é escolher ser outra pessoa que não a si mesmo.”

segunda-feira, 6 de outubro de 2008


Imaginem o que se passa com um segmento da sociedade que está submetido às mesmas regras e com uma desvantagem: a falta da visão. Essa limitação sensorial impõe um percurso de obstáculos quanto à escolha e ao engajamento profissional dos cidadãos, parcial ou completamente cegos. Vamos abordar a questão sob o aspecto daquelas pessoas que foram afastadas do trabalho porque perderam a visão, parcial ou total, em decorrência de acidentes ou de enfermidades e daquelas que estão fora do mercado formal de trabalho porque já nasceram cegas ou perderam a visão prematuramente.

DEFICIÊNCIA VISUAL

É importante estar atento a alguns sinais que a criança pode apresentar e procurar um especialista
Quando é possível detectar se uma criança tem perda visual?
Alguns sinais apontam que a criança pode ser portadora dessa deficiência. São eles:
Irritação constante nos olhos;
Aproximação do papel junto ao rosto, quando escreve e lê;
Dificuldade para copiar bem da lousa à distância;
Olhos franzidos para ler o que está escrito na lousa;
Cabeça inclinada para ler ou escrever, como se procurasse um ângulo melhor para enxergar;
Tropeços freqüentes por não enxergar pequenos obstáculos no chão;
Nistagmo (olho trêmulo);
Estrabismo (vesguice);
Dificuldade de enxergar em ambientes muito claros.